fbpx

Cell saver: o que é, como funciona e indicações de uso

Várias abordagens são utilizadas para evitar a transfusão alogênica de sangue. Métodos primários incluem, eritropoetina e suplementação de ferro, doação autóloga pré-operatória e o uso de sistemas de recuperação intraoperatória de sangue (cell salvage).

Das estratégias mencionadas, a recuperação intraoperatória de sangue oferece à comunidade médica um método seguro, barato e que economiza outros recursos, para evitar a transfusão alogênica de concentrados de hemácias (CH).

Princípios básicos

A recuperação intraoperatória de sangue é o processo pelo qual o sangue do campo cirúrgico é coletado, filtrado e lavado para produzir sangue autólogo para transfundir de volta ao paciente.

A tecnologia para a recuperação das células evoluiu desde sua criação nos anos 60. Inicialmente, a técnica era limitada a simplesmente filtrar o sangue perdido durante a cirurgia pela gravidade.

Equipamentos mais modernos, chamados Cell savers, coletam o sangue ao qual é adicionada salina heparinizada ou com cirtrato de sódio. O processamento do sangue coletado envolve a filtração e lavagem para remover contaminantes.

Os eritrócitos são retidos, enquanto o plasma, plaquetas, heparina, hemoglobina livre e mediadores inflamatórios são removidos com a solução de lavagem.

Esse processo pode ser contínuo ou descontínuo, e os eritrócitos resultantes são finalmente ressuspendidos em salina a um hematócrito 50-70%, e então reinfundida no paciente.

Uma vez preparado, o equipamento de recuperação deve ser utilizado dentro de 8 horas para prevenir complicações infecciosas.

Confira o vídeo:

Recomendações

É recomendada a utilização da recuperação de sangue quando:

  • a perda de sangue prevista for 20% ou mais do volume total;
  • não for possível obter sangue compatível;
  • o paciente não aceitar receber CH;
  • mais de 10% dos pacientes submetidos ao procedimento necessitarem de transfusão;
  • a média de transfusão por procedimento exceder uma unidade de CH.

Indicações

A utilização do cell saver pode ser indicada para vários tipos de procedimentos invasivos.

Em muitos casos, a decisão deve ser individualizada, pois a hemoglobina e hematócrito inicial, sexo, idade e peso corporal podem influenciar no risco de precisar hemocomponentes.

  • Cardiologia: troca de válvula; refazer enxerto cardíaco;
  • Ortopedia: cirurgia de coluna; substituição bilateral de joelhos;
  • Urologia: cistectomia; nefrectomia; prostatectomia retropúbica radical;
  • Neurocirurgia: Aneurisma basilar gigante;
  • Transplante hepático;
  • Outros: testemunhas de Jeová; perda sanguínea inesperada; presença de anticorpos irregulares.

Referências

Esper SA, Waters JH. Intra-operative cell salvage: a fresh look at the indications and contraindications. Blood Transfus. 2011;9(2):139-47.

Lakshminarasimhan Kuppurao, Michael Wee; Perioperative cell salvage, Continuing Education in Anaesthesia Critical Care & Pain, Volume 10, Issue 4, 1 August 2010.